Dor de Dentes .com

Tudo sobre a dor de dentes




Benvindo ao site sobre a Dor de Dentes

A dor de dentes é uma dor muito comum e que tem uma enorme importância pela sua intensidade e consequências. Por esse motivo decidimos reunir num só local o máximo de informação acerca deste tipo de dor. Assim, neste site poderá não só perceber melhor porque razão tem essa insuportável dor de dentes, como poderá informar-se sobre os passos adequados a tomar para se livrar dela.

Para facilitar o acesso à informação acerca da dor de dentes, deixamos-lhe desde já links rápidos para entender melhor esta condição que incomoda tantas pessoas:

Dor de dentes

  • O que é a dor de dentes?

  • Dor de dentes é exatamente o que o nome sugere. É uma condição em que seu dente lhe provoca dores. À primeira vista, parece que uma solução fácil para a dor de dente seria algum tipo de analgésico. Errado! Paracetamol ou iboprufeno podem ser medicamentos que não lhe tragam qualquer alívio caso a dor de dentes seja muito forte. E mesmo que lhe tragam algum alívio, estes medicamentos não irão solucionar o verdadeiro problema que está por detrás dessa dor de dente.

    A dor de dentes é das piores sensações de dor que um ser humano pode enfrentar durante a sua vida. Para ter uma ideia, a maior parte das pessoas descreve-a como sendo: insuportável, intensa, aguda, muito forte, infernal, latejante, pulsante… Enfim, como já terá percebido, tudo adjectivos que no fundo descrevem essa sensação como sendo extremamente desagradável. Se é isso que sente, saiba que não está sozinho, infelizmente a dor de dentes afecta milhares de pessoas em todo o mundo e todas sentindo o que provavelmente você sente neste momento.

  • Sintomas da dor de dentes

  • Os sintomas da dor de dentes mais comuns incluem a dor propriamente dita e podem incluir dor em torno do dente ou na gengiva. A dor causada pela dor de dentes pode ser intensa e esporádica, latejante, ou moderada mas constante. Algumas pessoas só a experienciam quando se exerce pressão na área afetada.

    Sintomas de dor de dentes adicionais incluem inchaço da gengiva ao redor do dente afetado, uma ligeira febre ou dor de cabeça e, às vezes, poderá haver lugar a um corrimento na área do dente afetado devido a uma possível infecção. Embora a dor de dentes possa ir e vir de tempos em tempos, você deve consultar um dentista se sentir qualquer destes sintomas por um período que dure mais de 1-2 dias.

  • Causas da dor de dentes

  • As dores de dentes não acontecem por mero acaso. Estas são muitas vezes o resultado de má higiene oral, uma lesão ou infecção dental. Mas, também podem ser um sintoma de outros problemas de saúde como doenças cardíacas, ou até sinusite. Quanto à dimensão do problema que no fundo causa a dor de dentes, pode estar algo tão pequeno como uma cárie dentária, ou algo tão grave como um possível ataque cardíaco (desculpe a sinceridade mas é algo sério mesmo).

    Cáries dentárias são a maior causa da dor de dentes. A cárie dentária é em termos simples uma cavidade nas camadas externas do dente (esmalte e dentina), e é apenas quando uma pessoa sofre de dor de dente que que por vezes se apercebe que tem uma cárie. Nos estágios iniciais de uma cárie, a dor de dentes é geralmente causada pela sensibilidade do dente ao quente e ao frio, ou devido à presença de bactérias. À medida que a cárie se agrava, faz surgir a verdadeira dor de dentes, pois pode já ter atingido a polpa do dente e ter dado origem a uma infecção.

    Doenças das gengivas também provocam dores de dentes. São caracterizadas pela inflamação da gengiva (tecidos moles) e pela perda óssea em redor dos dentes. Por exemplo, a doença periodontal é causada pelo acumulo de placa bacteriana em excesso ao redor da linha da gengiva. As bactérias na placa libertam toxinas que são prejudiciais para a gengiva e, eventualmente, levam à infecção. Às vezes, a dor de dentes pode significar um estado mais avançado da doença gengival e em que bolsas de “goma” chegaram até a formar-se em redor dos dentes por causa da perda óssea. Se não for tratada, a gengivite pode levar à perda de dentes saudáveis ​​e, eventualmente, irá causar uma deterioração geral da sua saúde.

    Infecções ou erupção de dentes são outra causa. Se os dentes estão pressionando e impactando, a pressão exercida pode resultar em dor de dentes. Isso é muito comum nos dentes molares, especificamente nos dentes do siso. Quando os dentes começam a “nascer” e a “rasgar” a gengiva para o poder fazer, podem causar dor de dente. A gengiva ao redor dos dentes em erupção ficam inchadas e doloridas e a dor pode ser muito pior nos casos em que os dentes em erupção estão impactados.

    Outras causas – há vários outros casos em que pode ocorrer a dor de dente. Estes incluem os dentes quebrados, problemas da articulação temporo-mandibular, restaurações de dentes danificadas, e abscessos. Enquanto estas são causas comuns da dor de dente, elas não são de forma geral as causas mais comuns.

  • Tratamento da dor de dentes

  • A fim de ser capaz de tratar a dor de dente, é importante descobrir a causa da mesma. Obviamente, um exame odontológico será necessário para obter o diagnóstico correto. Há, no entanto, algumas coisas que podem ser feitas para tratar a dor de dente, ou melhor, aliviar a dor enquanto estiver em casa.

    Antes de mais, você deve escovar os dentes e passar fio dental em todos eles. Proceda ao gargarejo com água quente e sal, pois isso irá ajudar a limpar todos os restos de comida que permanecem em seus dentes, ajudará a aliviar a dor e poderá até diminuir o inchaço nas gengivas. Você pode também tentar morder uma bola de algodão que tenha sido embebida em óleo de cravo, embora este óleo natural não seja muito fácil de adquirir (poderá encontrá-lo em lojas de produtos naturais). Estes remédios caseiros para a dor de dentes, podem aliviar a dor de dente, mas apenas temporariamente. Você também pode querer tomar analgésicos à base de iboprufeno ou paracetamol para ajudar a aliviar a dor. Mas, neste caso faça-o com imenso cuidado e de preferência depois de ter falado previamente com o seu dentista.

    Saiba também que de modo algum, estes remédios caseiros para a dor de dentes substituem a ida ao dentista. Nem que a dor passe, marque uma consulta, é fundamental ser visto por um especialista! Pode haver um problema (por vezes muito grave) com os dentes que só o dentista poderá identificar. Por esta razão, é sempre importante consultar um dentista sobre sua dor de dentes o mais rapidamente possível.

    O seu dentista irá ser capaz de dar-lhe o devido tratamento para a sua dor de dentes com base na causa da mesma. Cáries dentárias são normalmente tratados com restaurações, e apenas em certos casos, são necessários outros remédios. Se não for tratada uma cárie pode progredir para uma fase onde o dente fica realmente infectado. Nessa altura, só um tratamento de canal poderá salvar o dente de ser extraído.

    Se a causa da dor de dentes é uma doença na gengiva, o tratamento torna-se um pouco mais complexo. Nos estados iniciais da doença gengival, o tratamento é muito simples, inclui a remoção da placa bacteriana, juntamente com boas práticas de higiene dental. Se a doença da gengiva progrediu para uma das últimas fases, este tratamento é combinado com os procedimentos mais avançados, a fim de tentar restaurar a sua saúde oral. Não só é necessária uma limpeza completa dos dentes, mas também as raízes dos dentes devem ser limpas.

    Esta limpeza é um processo em duas fases e inclui o alisamento radicular e um tratamento subgengival. Durante o alisamento radicular, é removida a placa bacteriana e tártaro ao redor das raízes expostas dos dentes; o tratamento subgengival é o processo de remoção da camada de tecido infetado. Seguindo esses procedimentos odontológicos e com a toma de antibióticos por via oral, provavelmente será o suficiente para combater qualquer infecção da gengiva ou abscesso. Se necessário, podem ser feitas algumas micro-cirurgias às gengivas de modo a erradicar totalmente o problema. As extrações são geralmente necessárias quando a doença gengival está avançada ao ponto de ter deteriorado os ossos ou os dentes estarem “soltos”.

    O tratamento para a erupção dos dentes podem incluir que você tenha de tomar antibióticos antes de mais qualquer procedimento ser efectuado. Às vezes, uma infecção pode estar presente e isso vai causar dor extrema se não for tratada corretamente. Uma vez que a infecção tenha sido curada, o dentista pode prosseguir à extração dos dentes afetados (no caso dos dentes do siso). A mandíbula pode não ser grande o suficiente para suportar a adição de dentes, por isso, surgem estes problemas com os dentes referidos.

  • Prevenção da dor de dentes

  • Nada é uma garantia definitiva contra a dor de dente. Ter boas práticas de higiene oral podem ajudar a preveni-la, mas nunca podemos dizer que o paciente esteja totalmente imune a sofrer este tipo de dor. Escovar correta e frequentemente os dentes, usar fio dental e até um bom enxaguante são sempre um bom começo.

    Você também deve visitar o seu dentista regularmente para limpezas profissionais e tratamentos de flúor. Para além disso deve limitar a sua ingestão de alimentos que são ricos em açúcar, pois isso irá ajudar a diminuir as hipóteses de você vir um dia a sofrer de dor de dentes.

Se leu esta introdução e ainda precisa de mais informação, procure nos vários artigos que disponibilizamos, veja a coluna do lado.


Dra. Lúcia Pinheiro“A dor de dentes diminui as ações de qualquer individuo, criando limitações enormes no seu dia-a-dia, que só são ultrapassadas quando se elimina a dor. Em geral essa dor está intimamente relacionada com os parcos hábitos de higiene oral, levando a que se criem as condições ideais para o aparecimento e agravamento de cáries. O resultado é a degradação do estado de saúde do dente cariado, ao ponto de provocar dores lancinantes que muitos descrevem como sendo das piores que já sentiram”

Dra. Lúcia Pinheiro

Dentista

Patrocínios

Testemunhos

“Tenho que agradecer muito ao Dr. Bruno pois depois de ter entrado em contato com ele, percebi finalmente qual era afinal o meu problema. Voltei ao dentista e ele ficou surpreendido por eu saber exatamente o que queria que ele fizesse no meu dente.”

Alessandra Petrolina – Distrito Federal/Brasil

“Esse site me deu as informações que eu precisava para entender porque o meu tratamento de canal tinha corrido tão mal. Agradeço aos autores pois a informação aqui presente não tem preço não.”

Silas Costa – Porto/Portugal

“Enviei minha dúvida e achei super gentil terem respondido. Obrigada Dra por me ter deixado muito mais tranquila e por ter evitado que eu fosse no dentista sem necessidade. Por vezes o pânico e o medo se instalam quando estamos desesperados, não é verdade?”

Carminho Murici – São Paulo/Brasil